segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Em resposta - Carta Aberta

Bem mais do que postar um comentário que poderia passar despercebido acerca de alguém que nitidamente pede ajuda com tal desepero, eu resolvi ajudar...
"Tens mesmo queda para maricas! E nunca pescas nada, que ainda é mais engraçado... Como é que alguém tão desequilibrada como tu (desde a faculdade!) se mete a dar conselhos e opiniões sobre alguma coisa a alguém?? É rídiculo. A pagar ainda por cima só mesmo numa revista que ninguém ouviu falar nem existe em banca alguma...enfim, um fiasco, é a palavra que te define. E ainda há quem siga esta crapalhada toda..."

Ora cara colega (se me conhece desde os tempos da faculdade está claro o que faz da vidinha, ora assim se entende o desemprego na área da Psicologia em Portugal, que deve ser o caso!), antes demais quero agradecer-lhe a atenção e tempo gastos a ler o meu blogue, é sempre uma honra qualquer visita.
Depois de avaliar o texto que me enviou confesso que fiquei preocupada, é flagrante a tentativa de captação de atenção e daí não ter guardado apenas para mim o que comigo partilhou! Mais preocupante ainda é a aparência demencial com que escreve.
Vejamos:
"maricas" - revelo que eu Susana sou realmente uma mulher!!!!
"nunca pescas nada" - de uma eloquência gramatical há muito tempo não vista
"se mete a dar conselhos" - não tenho a certeza se acabou o curso mas que é grave uma possível psicóloga escrever assim, lá isso é!
"crapalhada" - não reconheço a palavra

Uma outra situação estranha é partir do pressuposto que paguei para aparecer numa revista! A equipa Press Coast decerto agradeceria a sugestão.
Entendi que deve ter tentado exaustivamente encontrar a Luxury and Glamour, lamento se não conseguiu. Tem que tentar em quiosques de especialidade como os existentes no NorteShopping, Arrábida ou Cais de Gaia, se nos mesmo não achou é porque o "fiasco" vendeu bem e aparentemente terá que tentar no próximo mês. Está quase, não se preocupe!
Ah...só mais uma coisinha, a revista é nova!

Para finalizar, agradeço que não volte a desrespeitar as pessoas que têm seguido este blogue e que o abrilhantam diáriamente. Lamento que o mesmo brilho não aconteça na sua vida.
Mas se precisar de ajuda estou à inteira disposição.

Atentamente,
Susana Dias Ramos
(orgulhosamente desequilibrada e brilhante desde a faculdade!)

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Sono e sonhos


Sono (do latim somnu, com o mesmo significado) é um estado ordinário de consciência, complementar ao da vigília, em que há repouso normal e periódico, caracterizado, tanto no ser humano como nos outros animais superiores, pela suspensão temporária da actividade perceptivo-sensorial e motora voluntária.
O estado de sono é caracterizado por um padrão de ondas cerebrais tipo, essencialmente diferente do padrão do estado de vigília, bem como do verificado nos demais estados de consciência. Dormir, nesta acepção, significa passar do estado de vigília para o estado de sono.
No ser humano o ciclo do sono é formado por cinco estágios e dura cerca de noventa minutos (podendo chegar a 120 minutos). Ele repete-se durante quatro ou cinco vezes durante o sono.
Bom mas isso era conversa para horas, à frente!

Dito assim parece fácil não? O sono!
E é... não fosse a existência da alteração do sonho.
O pesadelo é um sonho penoso com sensação de opressão toráxica e dispnéia, terminando com um despertar sobressaltado ou agitado e com ansiedade. É uma perturbação qualitativa do sono (parasónia), na maior parte das vezes de origem psicoafectiva, embora não seja de excluir a sua etiologia comicial (tipica nos epilépticos). A palavra nightmare, que em língua inglesa significa "pesadelo" dizia respeito, há quatrocentos anos atrás, exactamente a um demónio que aparecia e sufocava as pessoas enquanto dormiam.
De acordo com os dados da American Sleep Association, os pesadelos são muito recorrentes e podem afectar entre 80 a 90% das pessoas pelo menos uma vez na vida. Existem dois tipos de pesadelos nos adultos, os que derivam de uma psicopatologia da própria pessoa e aqueles que estão relacionados com um stress pós-traumático. Nos primeiros, sonha-se com morte, fugas, quedas de um abismo ou ataques agressivos. Naqueles que decorrem de traumas há uma tendência à repetição do mesmo tema. É um reviver de uma forma mais ou menos elaborada uma situação traumática. Acidentes, violações, assaltos, agressões, terramotos ou outras catástrofes ambientais podem fazer parte desta lista negra.
No caso de não estarem associados a uma doença, os pesadelos são situações aflitivas mas passageiras que não representam qualquer problemática.
O grande problema dos pesadelos é a sua associação ao sono REM (rapid eye movement), que decorre a cada 90m aproximadamente durante uma noite (o que divide as etapas que falei há pouco). A pessoa tem uma visão alucinatória, mas identifica-a como real. Desperta espontâneamente, com facilidade, num estado de ansiedade, amargura e duvida, pois não sabe se o que está a acontecer é real ou não. Como é fácil de entender dificilmente consegue voltar a adormecer, pelo menos de uma forma relaxada!

Os tratamentos podem ser químicos, psíquicos e comportamentais.
É importante para o profissional saber qual a perturbação para poder trata-la.
E passar do drama ao sucesso é um passo.
Esta é a hora certa para transformar o sono e o sonho em amantes perfeitos...

PS-sorry...sei que abusei...mas já tinha prometido há tanto o tema que não me contive. E ficou tanta coisa por dizer. Fica para depois...

Sr. Engenheiro

Eu sei que já prometi o sono e tal e de hoje não passa!
Mas antes eu preciso partilhar algo que está aqui praticamente colado a mim.
Ora devo começar por dizer que acho uma certa graça ao nosso Primeiro Ministro...não sei...tem assim aquele pinta de bem com a vida, de bem com tudo, não passa nada!!! Não sei, gosto do sr engenheiro!
E até o tenho para mim como um homem corajoso...humm!

Quem viu a carinha a tomar a vacina para a Gripe A????
Ah pois...eu não vou falar sobre a vacina que ia gerar aqui polémica e confronto de opiniões e eu cá não sou de confusões (mesmo nada!) por isso deixo só um pedaçinho de uma divagação que ontem me assombrou:
"Aquilo era mesmo a vacina?!?!?!?! Hein?"

Até logo, finalmente com o tema prometido!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Inicio de semana

Ninguém mereçe!!!!
Ok! Ok a semana está a começar...
Mas se estiver tudo com a mesma vontade que eu tenho de trabalhar, temos o caldo entornado.
Tendo em conta o sono que insiste em rondar-me decidi que esse será o tema do próximo post!
Se têm alguma dúvida ou questão que gostassem de ver esclarecida em relação ao tema não hesitem em deixa-la porque ainda nao começei a escrever a coisa..por isso!!
Beijocas e inté logo

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

10 dicas para descobrir um namorado infiel

Uma jornalista freelancer americana, Charlotte Ward de seu nome, identificou 10 maneiras infalíveis de descobrir um parceiro mentiroso e publicou-as no seu livro It's not me, It's You. A lista foi publicada pelo jornal The Times.
1. Cuidado com a frase "Olhar não tira pedaço", quando os olhares para o sexo oposto passam a ser muito frequentes;
2. Hi5/Facebook/Twitter e telemóvel facilitam as traições. Alerta se ele nunca desliga o telemóvel e se muda rapidamente de página quando se aproxima do computador;
3. Um extreme makeover a meio da relação é razão para desconfiar. Sobretudo quando ele começa a combinar a roupa interior;
4. Quando ele gagueja depois de uma pergunta difícil;
5. Quando deixa de atender o telemóvel e de dizer onde este as ultimas horas;
6. O outro extremo também serve de aviso. Atenção a uma ajuda extrema e inesperada nas tarefas de casa;
7. A culpa é fácil de identificar; sobretudo quando começam a surgir prendas sem pretexto;
8. Um mau humor constante e desinteresse na cama também não são bons sinais;
9. Há uma altura em que eles vão partilhar com um algum amigo. É só descobrir quem;
10. Às vezes não há sinais. Resta a intuição.

Ora bem...eu li e reli vezes sem conta os importantíssimos itens acima descritos e agora sim vejo-me na obrigação de dizer: "Charlotte, rapariga, tu das duas uma...ou não tens namorado há uns tempos, ou estás um tudo nada confusa!"
Então aquele pontozinho 10!!! Bem...extraordinário!!!!

Ponto 1 e único: QUANDO UMA MULHER ACHA QUE HÁ FUMO...É PORQUE HÁ FOGO!!!
Digam lá com sinceridade que não é verdade!
E os homens??? Ninguém se interessa se as mulheres os traírem??
Ai Charlotte...Charlotte...